Franquias de saúde: o guia absolutamente completo

Pensando em investir numa franquia na área de saúde? Confira este guia absolutamente completo para você mandar bem na escolha!

Nada mais natural para um empreendedor em potencial do que ficar em dúvidas sobre como aplicar o capital em um negócio que ofereça segurança, crescimento e, sobretudo, retorno sobre o investimento, não é mesmo? É justamente por isso que vamos falar sobre as franquias de saúde.

“Certo, mas eu nunca trabalhei na área”. A menos que pretenda participar das operações do negócio, você não precisa ter diploma de medicina para assumir a franquia. Assim como em outras vertentes do mercado abertas ao modelo franchising, o principal requisito é a capacidade administrativa.

“Mas e quanto ao potencial de lucros que um negócio do tipo pode gerar?”. As áreas de saúde, beleza e bem-estar fazem parte do pequeno grupo que resiste à crise financeira que tanto afeta o consumidor, estando elas entre as franquias mais rentáveis e seguras atualmente.

Quer descobrir outros muitos motivos para abrir uma franquia na área de saúde? Não seja por isso. Neste guia completo sobre o assunto, apresentamos, entre outras informações: o panorama do mercado, os nichos existentes, as principais marcas, os requisitos para se tornar franqueado e, claro, dicas valiosas para acertar na escolha. Vamos começar?

 

1. Por que empreender no setor de saúde?

Quando se fala em investir na saúde, convém frisar que não se trata apenas de basear a ideia no que as pesquisas mostram. É importante a compreensão do que faz desse mercado uma rica fonte de receitas: as demandas da saúde. Por que isso é tão importante?

Um dos aspectos que levam um empreendedor a adquirir o “faro” para bons negócios é, justamente, a visão macro do setor em que se pretende investir. Olhar somente as zonas de baixo conflito, às vezes, só limita a estratégia à geração de concorrência, sem considerar o quesito inovação.

Por isso, estudar os problemas e desafios enfrentados tanto pelos profissionais da área quanto o público-alvo (pacientes e consumidores de produtos) é essencial. Quanto mais lacunas identificadas, maior o leque de oportunidades de negócios.

 

1.1 Potencial da área de saúde para o empreendedorismo

Nesse sentido, a área de saúde merece toda atenção, pois o momento é de superar obstáculos. Isso porque ela se encontra em transição para o universo digital, ou seja, a tecnologia está cada vez mais inserida no cotidiano dos profissionais.

Portanto estamos diante de um aglomerado de organizações que oferecem oportunidades, entre elas estão: laboratórios, seguradoras, hospitais etc. Além desses exemplos, existem as próprias demandas geradas pelos serviços públicos, muito mais ligadas a gestão e estruturação de processos.

Até por conta disso, no ecossistema da saúde, a capacidade administrativa chega a ser mais requisitada do que a parte operacional — o mesmo podemos dizer sobre integração da Tecnologia da Informação para aprimorar serviços.

Sendo assim, o perfil do empresário que atua nesse setor não engloba, necessariamente, especialidades em medicina. A visão de negócios, o conhecimento em gestão, a liderança e o olhar estratégico são exemplos de requisitos relevantes para empreender no setor de saúde.

 

2. Crescimento do mercado de saúde no Brasil

Em termos mercadológicos, o Brasil tem como peculiaridade o fato de ser, globalmente, o único país a ter um sistema público de saúde universal e gratuito e, ao mesmo tempo, forte investimento privado no setor — que chega a superar o investimento público.

Hospitais, clínicas e laboratórios de iniciativa privada, por exemplo, cuja participação de mercado é muito pequena em relação ao número de leitos oferecidos, vive expectativas de crescimento. Em 2017, o segmento cresceu 17% em relação ao ano anterior, de acordo com o Sebrae.

Muito dessa evolução é decorrente do comportamento adquirido pelo brasileiro na era digital. Mais bem informadas, as pessoas têm buscado melhorar a qualidade de vida, seja o público jovem, seja o grupo da terceira idade. A busca por bem-estar, consequentemente, trouxe investimentos e uma movimentação anual de R$ 300 bilhões.

Por sua vez, os planos de assistência médica, tão valorizados por trabalhadores celetistas, contam com mais de 47,3 milhões de beneficiários em todo o país. Dessa amostragem, aproximadamente 24,8 milhões são exclusivamente odontológicos.

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar, responsável pelo levantamento, os dados indicam crescimento em número de clientes na segmentação médica em relação a 2018, o que faz dos planos de saúde um ramo estável.

 

3. Por que abrir uma franquia de saúde?

Perante todos os aspectos da área de saúde no mercado brasileiro, o empreendedor, a princípio, fica entre desenvolver soluções próprias para suprir determinadas necessidades e investir em um modelo de negócios existente.

Criar um negócio inovador e com alto potencial de sucesso é o sonho de muita gente. Contudo, construir a fórmula é um desafio e tanto, pois é necessário muitos estudos de mercado, pesquisas, conhecimento técnico e multidisciplinar, entre outros requisitos. As startups da área de saúde representam bem esse caminho.

Para o empreendedor que almeja investir dinheiro e se dedicar arduamente a alavancar um negócio, as razões mencionadas são inviáveis e não condizentes com os objetivos. Logo, optar por um modelo que esteja em alta, por exemplo, é escolha sensata.

Ao seguir esse caminho, eis que entra em questão a possibilidade de se abrir uma franquia. As franquias oferecem quatro benefícios iniciais:

  • alia a experiência do empreendedor a um modelo já formulado;
  • permite o investimento em soluções consistentes que têm demanda;
  • estima o tempo e o valor do retorno sobre o investimento;
  • proporciona uma relação de parceria com objetivos em comum.

Fora isso, há muitas outras razões para abrir uma franquia de saúde, como veremos no tópico a seguir.

 

3.1. Vantagens em abrir uma franquia

As franquias de saúde são ótimas alternativas para potencializar os benefícios que o mercado em si já oferece. Como isso é possível? Para elucidar a questão, vejamos três vantagens do franchising para o setor.

3.1.1. Segurança de investimento

Em relação a montar um negócio do zero, não há dúvidas de que o modelo de franquias é mais seguro. Para começar, o empreendedor já tem a possibilidade de analisar o modus operandi e, então, chegar à conclusão. Não é preciso apostar, tampouco se dedicar a tirar uma ideia incógnita do papel ou conquistar o público-alvo — tudo isso já foi preparado.

3.1.2. Custos para abrir o negócio

Não é novidade para ninguém que abrir um negócio no Brasil, mesmo com as iniciativas de abertura de mercado que foram empregadas pelo Governo, ainda é difícil e dispendioso. Ademais, a expectativa de retorno sobre o investimento é muito menor quando a empresa ainda tem de se consolidar no mercado.

As franquias, por outro lado, exigem menos investimento até o negócio começar a operar e, como o sistema já dispõe de números, experiência e marca fortalecida, as chances de recuperar o dinheiro são maiores e mensuráveis.

3.1.3. Consultoria e ações de marketing

Não entender muito de marketing a ponto de criar uma marca e trabalhar o seu branding não é um fator preocupante quando se trata de franquia. Ao fechar parceria, o investidor já adquiriu o direito de uso da marca, então esse tipo de responsabilidade fica totalmente a cargo do franqueado.

Por exemplo, quando escolhido o local do estabelecimento, a franquia encaminha a sua equipe de projetistas para iniciar as reformas, deixando o consultório / clínica de acordo com os padrões da marca. Todas as necessidades são levantadas pelo consultor que acompanha o andamento do projeto.

3.1.4. Suporte e capacitação

Praticamente todas as franquias de saúde incluem no valor investido pelo empreendedor os custos com treinamentos. Isto é, o franqueado recebe cursos e orientações para gerenciar o negócio seguindo as diretrizes da franquia, desde melhores práticas de atendimento e critérios de contratação de funcionários a questões estruturais.

Caso tenha dificuldades para conduzir a empresa, o franqueado pode contar com o suporte do franqueador, que o auxilia nas tomadas de decisões, fornece orientações e dicas, ou até mesmo disponibiliza planos de ação para que o próprio empreendedor contorne os problemas aplicando métodos que já foram testados e aprovados.

 

4. Tendências e expectativas para os próximos anos no setor

Depois de tanto falarmos em números e vantagens que a área de saúde oferece para quem visa abrir franquia, chegou o momento de conhecermos as principais tendências do mercado para os próximos anos — ainda que muitas delas já estejam se consolidando. Abaixo, elencamos seis delas que se configuram promissoras.

4.1. Clínicas médicas

As clínicas médicas, a princípio, não parecem necessárias em um país que, conforme dissemos, oferece saúde de forma gratuita e universal. Todavia, o setor público não tem sido capaz de atender as próprias demandas, o que trouxe à tona a necessidade de mais hospitais e clínicas com mais opções de tratamentos.

Hoje existem várias franquias da área de saúde que estão expandindo as clínicas privadas pelo país. Elas se destacam por oferecer atendimento e serviços diferenciados, prestados por uma equipe bem capacitada. Além das clínicas médicas, as odontológicas também têm grande parcela no sucesso das franquias.

4.2. Serviços odontológicos

A odontologia faz parte da vida de milhões de brasileiros e, segundo o Conselho Federal de Odontologia (CFO), há 46.392 clínicas de assistência odontológica no país. O público que visita a clínica do dentista é composta tanto por jovens quanto adultos e idosos, ou seja, as oportunidades de negócio sempre são grandes.

Não por acaso, muitas franquias odontológicas buscam se concentrar em nichos para ganhar vantagens competitivas, segmentando as iniciativas de marketing a um público-alvo mais restrito, porém mais propenso a adquirir os serviços. A terceira idade, por exemplo, se encaixa perfeitamente nesse perfil.

4.3. Alimentação saudável

Como já dissemos, o acesso à informação fez com que as pessoas desenvolvessem o hábito de pesquisar sobre as mais diversas coisas, entre elas a saúde. Com a disseminação de práticas de bem-estar, hábitos saudáveis e estilo de vida, não demorou para que a procura por produtos e serviços correlatos viesse à tona.

Hoje o comportamento se encontra ainda mais enraizado na sociedade e segue conquistando mais adeptos. Para aproveitar a tendência, há franquias de saúde altamente lucrativas voltadas à alimentação saudável a partir da:

  • venda de produtos diferenciados;
  • difusão métodos eficazes e inovadores;
  • mescla do conceito de bem-estar com o setor gastronômico.

Sem dúvidas, estamos falando de um ramo da saúde bastante promissor!

 

4.4. Tecnologia e saúde

A tecnologia está inserida na área da saúde de diversas maneiras. Os próprios equipamentos médicos, por exemplo, são guiados pelo avanço tecnológico, sobretudo com o desenvolvimento de soluções digitais que facilitam os processos de diagnóstico sem a necessidade de fios e cabos.

Nessa guinada se encontra, também, as soluções de aplicativos médicos. Altamente aberto a inovações e muito fácil de ser adotado por profissionais da área, os apps ajudam significativamente na prevenção e controle de tratamentos para pacientes.

Por fim, a gestão nos hospitais em geral, bem como em clínicas e consultórios, também necessita da tecnologia para melhorar o atendimento, agilizar agendamentos, criar vínculo mais próximo entre médicos e pacientes, organizar informações etc.

 

5. Franquias de destaque no setor de saúde

Eis que chegamos a um dos pontos mais importantes do nosso guia: as franquias que estão se destacando na saúde. Abaixo, apresentamos cinco franquias bem sucedidas que elucidam muito bem a diversidade dos serviços prestados na área.

 

5.1. OdontoCompany

Uma das mais respeitadas franquias de saúde do Brasil, a OdontoCompany está no mercado odontológico há quase 30 anos, e se caracteriza por disponibilizar alta qualidade dos serviços e infraestrutura.

A rede, inclusive, recebeu o Selo de Excelência da ABF (Associação Brasileira de Franchising) em 2018 pela Destaque na categoria Sênior.

Atualmente, a OdontoCompany tem mais de 370 unidades franqueadas em todo o Brasil. O investimento inicial mínimo é de R$ 158 mil, com prazo de retorno de 18 a 22 meses.

 

5.2. Doutor Hérnia

Há mais de 15 anos a Doutor Hérnia atende pacientes que sofrem com hérnias discais (lombares e cervicais), já tendo melhorado a qualidade de vida de mais de 3.000 pessoas. Segundo a empresa, o grau de eficácia do serviço é superior a 90%, ou seja, pelo menos 9 a cada 10 pacientes se recuperam da patologia.

Com sede no Paraná, o empreendedor pode abrir uma franquia Doutor Hérnia com investimento mínimo de R$ 115 mil. O prazo estipulado para retorno do investimento é de nove a 13 meses.

 

5.3. Acesso Saúde

Na ativa há mais de 10 anos, a Acesso Saúde oferece ao público um sistema de atendimento médico livre de mensalidade. Por meio dele, o paciente consegue realizar consultas, exames e serviços odontológicos, oferecendo como diferenciais o atendimento e o baixo custo.

A empresa tem a sua sede no Paraná, conta com duas clínicas próprias e 48 franqueadas, e uma franquia pode ser aberta a partir de R$ 280 mil — estimativa de retorno do investimento de 18 a 24 meses.

 

5.4. Rede 10 Saúde

A Rede 10 Saúde é uma startup com sede em São Paulo que alia tecnologia e marketing à área de saúde, auxiliando profissionais (médicos, fisioterapeutas, dentistas, nutricionistas etc.) e comércio, como farmácias e óticas, no aumento dos lucros e na expansão da marca, conectando-os ao público-alvo.

O empreendedor pode investir na Rede 10 Saúde a partir do modelo de microfranquia com investimento mínimo de R$ 12 mil — que pode ser financiado, inclusive — e estimativa de 10 meses para recuperação do dinheiro aplicado.

5.5. GlobalMed

Com sede no estado de São Paulo, a GlobalMed é uma clínica médica que leva serviços à população mais carente de saúde. Para fazer isso acontecer, médicos especialistas altamente capacitados que atuam em grandes hospitais, por exemplo, prestam atendimento aos pacientes que não têm condições financeiras para recorrer a consultórios particulares.

O investimento mínimo para abrir uma franquia GlobalMed é de R$ 340 mil e a estimativa de retorno do investimento é de 12 meses.

6. Quanto é preciso investir para abrir uma franquia de saúde?

Uma das perguntas imediatas que o potencial franqueado tem em mente ao ver uma oportunidade é: quanto preciso investir em uma franquia? Assim como em todas as outras áreas que o franchising abrange, na saúde os valores variam bastante.

Por que isso acontece? Bom, não há um só fator que contribua para isso, mas sim um conjunto deles. De um lado, por exemplo, temos o produto ou serviço que requer certo patamar de investimento. De outro, há marcas mais valorizadas.

Quer mais variáveis? Podemos destacar a quantidade de treinamentos necessária ao franqueado, os itens que estão incluídos no montante investido (produtos, equipamentos, reformas estruturais etc.), existem franquias que cobram tarifas e outras, não.

Logo, percebe-se que seria vão o esforço em tentar cravar um custo médio para se abrir uma franquia de saúde.

Porém é totalmente cabível afirmar: existem franquias para quase todos os bolsos, sobretudo se considerarmos os negócios digitais. Isso significa, em tese, que não é difícil encontrar alguma franquia compatível com o seu capital de investimento.

7. Como escolher a melhor franquia de saúde para investir?

O que melhor representa a demanda por serviços de saúde na sua região? Essa é a primeira pergunta a se fazer quando se estuda abrir uma franquia do setor.

Se você estiver em busca de franquias que auxiliam nos processos de saúde, a questão deve ser voltada à quantidade de estabelecimentos que se beneficiariam do serviço.

Outras questões básicas são aquelas relacionadas aos seus objetivos com a abertura de franquia. Exemplos:

  • o retorno pode vir em longo prazo?
  • está disposto a gerenciar um negócio que não carrega a sua própria marca?
  • quanto você almeja faturar mensalmente?
  • a que público você gostaria de servir?

Não podemos ignorar, também, os diferenciais que cada franquia tem a oferecer. Nesse sentido, englobam-se todas as perspectivas:

  • o público-alvo — o que a experiência trará de diferente a ele?
  • O empreendedor — quais vantagens o projeto proporciona?
  • A concorrência — o serviço oferecido é competitivo o suficiente?

Conclusão: escolher a melhor franquia é uma decisão que passa por um denso filtro de perguntas. Para respondê-las é necessário se aplicar aos estudos de mercado e demais aspectos determinantes para o êxito dos negócios.

8. Por que contar com uma consultoria especializada?

Definir a franquia de saúde em que investirá é uma decisão muito importante, mas nem sempre sabemos ao certo se escolhemos o melhor caminho. É comum, por exemplo, vermos empreendedores cogitando aplicar todo o capital em uma franquia com base na intuição ou em estudos superficiais.

Interessado em abrir uma franquia o quanto antes, o empreendedor, ansioso, procura entender o ponto de vista dos especialistas e coletar informações de publicações e reportagens de portais como o do PEGN (Pequenas Empresas Grandes Negócios).

Muitas vezes o feeling é o que nos conduz a tomar boas decisões, é algo que está no espírito do empresário. Da mesma maneira, as dicas concedidas por especialistas do ramo são excelentes e, acima de tudo, responsáveis.

No entanto, sem o devido conhecimento do mercado e considerando, também, que os experts não sabem quais são os objetivos por trás da empreitada, nem mesmo o perfil de quem busca por conselhos, a conclusão é: o investimento corre sérios riscos de trazer prejuízo.

Sendo assim, o que resta fazer? A resposta é a junção do que há de relevante nos dois mundos, ou seja, unir a experiência e o amplo conhecimento em franchising ao conhecimento de causa — justamente o que a consultoria proporciona.

8.1. Benefícios da consultoria especializada

Contratar um serviço de consultoria traz uma série de benefícios. Afinal, um profissional gabaritado é colocado à disposição para analisar a sua situação (orçamento, objetivos, habilidades etc.) e, assim, fornecer as opções de franquia mais adequadas.

Além da escolha eficiente, o consultor é peça fundamental para o planejamento, pois ele conhece as melhores práticas do empreendedorismo. Isso é muito benéfico ao investidor, visto que o dinheiro será aplicado com inteligência e segurança, considerando fundo de reserva e muito mais.

Portanto, ao optar entre as várias franquias de saúde que atuam no Brasil, considere a assessoria de profissionais que estão há muito tempo no mercado, preparados para ajudá-lo a acertar em cheio nos investimentos.

“Onde encontrar um serviço de consultoria que possa me atender?”. Se essa é a sua dúvida, eis a resposta: na Franquia Z. Nós colocamos a sua disposição uma equipe de especialistas que o ajudará grandemente na jornada de empreendedor. Entre em contato agora mesmo!

Expansão de Redes - Novos Franqueados

Últimos conteúdos

Sua marca é digital ou está digital?

A queda do faturamento que assolou milhares de empresas, de diferentes segmentos, também atingiu franqueados e franqueadores. Não seria diferente no franchising. Entrando no último