Menu
comomedirofluxodepessoasemumalojaaprendacomessas4dicas

Como medir o fluxo de pessoas em uma loja? Aprenda com essas 4 dicas

Para o empreendedor, a abertura de uma loja não deixa de ser um desafio. Na prática, não importa se é a primeira ou a centésima unidade, uma coisa é certa: diversos fatores precisam ser analisados de forma a fortalecer a estratégia e a corroborar a iniciativa. Entre os aspectos passíveis de estudo, está, é claro, a avaliação do fluxo de pessoas no (e próximo ao) ponto comercial.

Nesses casos, a importância do planejamento é inegável. A decisão de abrir uma loja deve ser embasada em dados confiáveis, evitando que um movimento equivocado gere transtornos, decepções e prejuízos financeiros. Lembre-se de que empreender é uma missão árdua, mas repleta de oportunidades — que você só precisa saber como aproveitar.

No post, você vai entender um pouco mais sobre o assunto, reconhecendo a importância de mensurar o fluxo de pessoas na região da loja. O conteúdo também trará dicas valiosas para que você pesquisa, com critério e coerência, qual é o panorama da área, validando se o movimento do dia a dia valida ou inviabiliza a sua estratégia.

Boa leitura e bons insights!

Por que é importante analisar o fluxo de pessoas nas proximidades da loja?

Todo empreendedor sabe que apostar em uma loja física é um grande passo no planejamento de expansão da marca. Ao contar com um espaço dedicado ao atendimento, é possível estreitar o relacionamento com o cliente e facilitar processos operacionais, tais como negociações e eventuais devoluções.

Para extrair o máximo potencial dessa iniciativa, entretanto, é preciso ter cuidado: qualquer decisão impulsiva, tomada sem as devidas avaliações prévias, pode transformar o sonho em pesadelo. Certifique-se de sempre pesquisar e estudar as melhores opções, validando aquela que mais atende às suas expectativas e necessidades.

O fluxo de pessoas, por exemplo, é um dos aspectos que merece atenção redobrada. Antes de decidir por um local específico, é válido projetar como seria o movimento da sua loja a partir do que você já pode observar na região. Se as ruas próximas são pouco ativas durante o dia, é bom repensar sua estratégia: provavelmente, sua loja também ficará vazia. Pelo menos até que você consiga atrair a clientela.

Diante disso, a importância de analisar o fluxo de pessoas nas proximidades da loja fica bem evidente. Afinal, somente ao assegurar a viabilidade do ponto, sob a ótima comercial e estratégia, é possível maximizar a segurança do investimento.

Quais são as melhores formas e ferramentas para avaliar o fluxo de pessoas na loja?

Uma vez confirmada a relevância de examinar a movimentação local antes de instalar a sua loja, é conveniente partir à ação: como, de fato, conferir metodologia e efetividade às suas análises de ponto? Confira algumas das principais dicas!

1. Levante informações demográficas disponíveis

Depois da internet, o acesso às informações ficou muito mais fácil. Na hora de avaliar um ponto comercial, é possível procurar na web por dados consolidados a respeito da demografia da região. Em muitos casos, as prefeituras disponibilizam informações bem completas, incluindo gênero e faixa etária dos moradores, por exemplo.

Caso não haja informações suficientes para o local que você definiu, é pertinente partir para a sua própria pesquisa: conversa com moradores e demais comerciantes instalados nas proximidades, perguntando sobre o perfil das pessoas que circulam pelo bairro.

E mais: em municípios menores, esse cuidado é ainda mais fundamental se sua loja for ficar um pouco mais distante do centro da cidade.

2. Observe a região

Além de abordar quem já conhece a região, não dispense complementar as informações que levantou com a boa e velha observação. Ao acompanhar um dia típico, visualizando como as pessoas interagem com os comércios próximos, você poderá validar ou descartar alguns dos insights que gerou.

Vale, por exemplo, reservar um período para percorrer as redondezas e verificar o movimento nas lojas abertas. Nessa imersão, você também será capaz de identificar as características mais recorrentes das pessoas que circulam por lá — da idade à finalidade (trabalho ou laser, por exemplo).

Outro ponto importante, é não ter medo de colocar a mão na massa. Se você já tem um ponto comercial específico em vista, você pode ir até o local e contar o público passante durante intervalos de tempo de 30 minutos / uma hora em diferentes horários e dias da semana. Se o volume de carros também é importante para o seu negócio, você pode utilizar a mesma tática. Lembre-se que os contratos de ponto comercial em sua maioria são de longo prazo portanto, vale a pena dedicar tempo.

3. Identifique (e analise) as demais empresas da área

Muito embora essa dica já tenha sido introduzida em tópicos anteriores, ainda que superficialmente, é importante dar mais atenção a esse propósito de pesquisa — que, ao provocar reflexões valiosas, pode determinar se você deve ou não instalar sua loja no local que escolheu.

Em primeiro lugar, perceba a concentração de estabelecimentos comerciais. Se houver poucas lojas, acenda o sinal amarelo: talvez o fluxo de pessoas seja baixo. Depois, verifique a incidência de possíveis concorrentes, calculando se haveria espaço para que sua empresa se estabelecesse, diferenciando-se de empreendedores já estabelecidos.

Por fim, mas não menos essencial, una o útil ao agradável: observe se as empresas em operação têm fluxo regular de clientes. Se puder, converse com os gestores e questione o movimento no dia a dia, entendendo mais profundamente qual é a dinâmica das proximidades.

4. Faça pesquisas de mercado

A pesquisa de mercado é uma ferramenta essencial a qualquer negócio — independentemente do segmento em que atue ou da experiência no mercado. Os consumidores são altamente voláteis e o sucesso operacional da sua loja também depende de sua capacidade em acompanhar essa transformação.

Para garantir o alinhamento da sua loja às preferências do seu público, aposte na pesquisa de mercado. A partir dela, você descobre (e aproveita) tendências, identifica possíveis gargalos e aprimora seus produtos e serviços constantemente, fortalecendo sua relevância no mercado.

Lembre-se, ainda, que a pesquisa de mercado também é efetiva no momento de validar sua decisão de ponto comercial, inclusive no que compete ao fluxo de pessoas na região (e na loja). Antes mesmo de investir em um local, você tem acesso a informações capazes de ajustar sua estratégia ou de alterar seus planos.

O conteúdo prendeu sua atenção e suscitou reflexões importantes acerca de sua estratégia de expansão? Ótimo! É preciso ficar atento aos desafios do mercado e, claro, antever aspectos que podem impulsionar ou retardar o crescimento do seu negócio. Aproveite para assinar nossa newsletter e fique sempre por dentro das novidades que te ajudam a fortalecer uma gestão mais proativa, enxuta e eficaz. Sucesso e até a próxima!

Compartilhe o artigo

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on facebook
Share on email
Share on twitter