Menu
Uma franquia mais cara é melhor que uma mais barata?

Uma franquia mais cara é melhor que uma mais barata? Quais as diferenças?

Quem deseja entrar no mercado de franquias está procurando por um investimento que ofereça segurança aliada à lucratividade.

Porém, na busca por retornos generosos alguns empreendedores chegam a acreditar que é melhor investir em um negócio mais custoso.

Mas será que uma franquia mais cara é melhor do que uma mais barata?

As opções de maior valor tendem a ser de marcas consolidadas no mercado – um ponto a favor.

Pesam, contudo, em qualquer juízo os objetivos do investidor e sua familiaridade com a área de atuação.

Afinal, de nada adianta entrar em um segmento rentável, como o alimentício, se faltar afinidade.

De igual modo temos de levar em consideração o fator capital, pois as redes mais caras podem comprometer excessivamente o orçamento do empreendedor.

De nada adianta mirar em grandes retornos, se não há proporcionalidade com aquilo que o gestor pode investir atualmente.

É em razão disso que para muitas pessoas as microfranquias têm representado uma grande oportunidade.

 

Afinal, podemos dizer que uma franquia mais cara é melhor que uma mais barata?

 

A verdade é que para cada opção encontraremos prós e contras.

Estes devem sempre ter como norte decisório a condição particular do franqueado.

Ou seja, quanto ele pode investir, o que deseja como retorno, em que período de tempo, etc.

Além de se considerar os fatores de afinidade já mencionados.

Em cada uma das alternativas o empreendedor encontrará um prazo de retorno do investimento.

Nas redes maiores este prazo será proporcionalmente mais longo.

Já para negócios de menor porte o franqueado pode colher resultados em menos de um ano.

Este detalhe pode ser decisivo para muitas pessoas.

Uma das razões pelas quais não é fácil oferecer uma resposta definitiva à questão levantada neste artigo.

Para tornar o caminho mais claro para quem pretende entrar neste mercado apresentamos as diferenças entre cada uma das opções.

Quais são as diferenças: conheça os prós das franquias mais caras

 

Uma franquia mais cara é melhor que uma mais barata?

Se considerarmos o nome que estas marcas carregam talvez esta seja uma hipótese viável.

O valor elevado tem como benefício o lugar consolidado que a empresa tem no mercado.

O know how também é uma grande vantagem, já que temos práticas e modelos de sucesso comprovado.

Foram ideias testadas ao longo do histórico da organização e que atualmente são uma fonte de segurança para cada operador de unidade.

Além disso, o relacionamento com o cliente ganha um impulso por conta deste fato.

Isso acontece porque o trato do público com a marca é sempre anterior.

O resultado é que muitas pessoas são atraídas espontaneamente para a loja.

 

Considere também as desvantagens

 

Ainda que ofereça muitas vantagens, o investimento em franquias mais caras não é livre de pontos negativos.

O mais óbvio é o valor, longe da alçada de muitos empresários.

E boa parte deste custo reside no peso que representa a marca.

Tampouco a definição de um bom ponto comercial é sempre algo simples, a despeito de toda assessoria da franqueadora.

O próprio número de unidades da franquia em um local pode dificultar a definição de um ponto estratégico.

Por isso algumas marcas têm limitação ao número de franquias que podem ser abertas em determinada localidade.

No mais, ainda que não seja propriamente uma desvantagem, é importante frisar que a dedicação necessária não será menor.

Dito de outra forma, não há sucesso garantido sem esforço.

 

Vantagens de um investimento mais barato

 

Quanto aos investimentos de menor custo, eles tendem a ser uma resposta mais direta às necessidades de um público-alvo.

Portanto, trazem com frequência novidades e formas criativas de colocar-se no mercado.

O que pode ser um fator de estímulo para muitos empreendedores.

Com relação aos pontos comerciais aqui também há uma boa oportunidade.

Pois no sentido contrário de grandes marcas, que podem enfrentar saturação de mercado, aqui tratamos de uma novidade. Assim, os principais locais ainda não estão com volume total de operação.

Consequentemente há um espaço maior a ser trabalhado.

 

Quais as desvantagens?

 

O principal fator que pode ser negativo aqui é a falta de sustentabilidade da franquia.

É preciso que haja um investimento e seriedade da marca para garantir o crescimento do negócio.

Podem surgir dúvidas ainda com relação ao suporte oferecido.

O que nos leva à outra desvantagem: em negócios incipientes será mais difícil consultar outros franqueados.

Ainda assim há exemplos de negócios com baixo investimento e que possuem considerável solidez.

Por isso, não podemos dizer que uma franquia mais cara é melhor que uma mais barata.

Cada qual tem seus benefícios e deve ser avaliada com relação às necessidades e expectativas do candidato a franqueado.

Compartilhe o artigo

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on facebook
Share on email
Share on twitter