Mitos e verdades sobre o retorno do investimento em uma franquia

Retorno de Investimento em Franquia: Mitos e Verdades

Quanto o assunto é o retorno de investimento em franquia o que não falta é informação.

Mas entre as promessas exageradas de franquias que garantem resultados e os dados equivocados e sem contexto, é preciso ficar muito atento e coletar o máximo de informações corretas antes dessa iniciativa.

Para ajudar nisso, vamos ver alguns mitos e verdade sobre o retorno de investimento em uma franquia.

 

EXCLUSIVO

Aprenda com Especialistas em Franquias

Faça como as mais de  19.418 pessoas que se beneficiaram com nossos conteúdos

“O investimento retorna sozinho”

Mito.

 

Sem dúvida, um dos maiores mitos sobre o retorno de investimento em franquia, e possivelmente o maior.

Acreditar que comprar uma franquia é garantia de sucesso, sem fazer um trabalho muito pesado é um grande equívoco.

Mesmo no caso das maiores marcas o gerente precisa fazer sua presença sentida por conta de diversos detalhes que precisam ser resolvidos diariamente.

Por exemplo:

O controle do estoque, especialmente no início, é feito com o apoio da franqueadora baseado no que é mais comum.

Porém, cada unidade tem sua especificidade e seu público e cabe ao gerente avaliar as necessidades de cada local.

Isso sem mencionar cuidados com o fluxo de caixa e manter o relacionamento e avaliar a produtividade dos funcionários, entre inúmeros outros.

Por isso, é preciso sempre estar presente.

Não acredite em promessas de lucro sem trabalho.

 

“O retorno do investimento é rápido”

Um pouco verdade e um pouco mito.

 

É claro que o retorno rápido pode acontecer!

Com muito trabalho, planejamento e um pouco de sorte, as circunstâncias podem se alinhar para o retorno ser mais rápido do que o esperado.

Geralmente isso ocorre quando a franquia está em condições melhores do que o previsto no plano, por conta de diversos fatores.

Em primeiro lugar, como mencionado acima, para que isso aconteça é necessário um empenho muito grande do franqueado para perceber e capitalizar nas oportunidades.

Aproveitar condições favoráveis do mercado para aumentar o número de vendas e otimizar e diminuir os custos é uma fórmula para aumentar o lucro líquido e por consequência diminuir o tempo de retorno no investimento.

Mas isso não pode ser uma regra ou mesmo um objetivo.

É claro que é ótimo ter um crescimento rápido e o trabalho deve ser sempre feito com isso em mente.

Mas colocar uma expectativa irreal nos resultados é uma forma de se frustrar e perder um pouco da objetividade que pode afetar de maneira bem negativa o trabalho.

Por isso, o ideal é sempre ter um objetivo claro e possível de ser alcançado.

 

Dúvidas Sobre Franquias? Pergunte a Malu

 

“Os prazos de retorno não são escritos em pedra”

Verdade.

 

Por isso os prazos devem ser um pouco maleáveis.

É muito difícil calcular o prazo de retorno para certo investimento.

O cenário econômico, o desempenho do franqueado e a movimentação atual do setor, são alguns dos inúmeros fatores que fazem parte dessa conta.

Acertar um deles é difícil, todos é praticamente impossível.

Ainda assim, os prazos são extremamente necessários para avaliar o desempenho de um negócio.

Se uma franquia não deu retorno até um certo período de tempo esperado, significa que algo pode estar errado e talvez seja o momento de uma reformulação.

Por isso as franqueadoras usam a experiência baseada na avaliação de outros negócios do setor para medir uma linha do tempo, para dar uma ideia de quando o retorno precisa começar a ser visto.

Observar o histórico de outros franqueados e mesmo outros estabelecimentos parecidos com o seu é uma forma de estimar os prazos de uma maneira razoavelmente precisa.

Mas isso raramente é exato, nem lei.

Um retorno mais tarde do que o esperado não é garantia de fracasso e um retorno muito rápido no início não é garantia de sucesso.

Cada caso é único e é preciso ser avaliado com muito cuidado.

 

“Vender muito significa retorno rápido”

Mito.

 

Um exemplo de como é necessário avaliar é não assumir que vender muito significa um grande retorno.

Vender muito é fundamental e é o objetivo de todos que abrem uma franquia.

Porém, o cálculo de retorno não é feito em cima das vendas e sim, dos lucros.

Por isso, é preciso avaliar o quanto foi vendido em relação ao quanto foi gasto.

Portanto, ações que promovem muitas vendas, mas tem um custo muito grande não são tão eficientes quanto parecem para um retorno no investimento.

Fique atento!

 

“Cada um tem o seu papel”

Verdade.

 

A franquia é uma operação em conjunto.

Tanto o franqueador e o franqueado estão do mesmo lado e tem o mesmo objetivo.

Sendo assim, o resultado ideal surge apenas da união dos esforços de ambos.

Como dito acima, o franqueado precisa fazer grande parte do trabalho.

Ele precisa fazer o planejamento e ter dinheiro em caixa para suplantar os momentos inevitáveis de queda.

Mas ele não está sozinho.

A franqueadora precisa acompanhar o desempenho, disponibilizar consultorias e ter uma estratégia de marketing para ajudar a garantir o crescimento do negócio.

Além disso, ela precisa elaborar um modelo de básico em que ambos os lados saiam satisfeitos.

 

“O local do imóvel pesa no retorno de investimento.”

Verdade.

 

A escolha do local de qualquer investimento é fundamental para garantir o seu sucesso.

Estar próximo de ambientes muito movimentados e que sejam frequentados por um público-alvo semelhante ao seu é uma forma de maximizar a chance de lucro do empreendimento.

Tudo isso permite mais vendas que evidentemente geram maiores retornos.

Mas essa não é a única parte da conta.

O retorno precisa também avaliar os custos.

É preciso colocar na ponta do lápis e fazer a conta do que mais vale a pena, se é alugar ou comprar um imóvel.

A curto ou longo prazo, de acordo com o plano, um pode ser mais vantajoso do que o outro.

Além disso, é preciso avaliar possíveis gastos de reformas e instalações necessárias para o funcionamento.

Tudo isso precisa ser avaliado para que o retorno seja o mais rápido possível.

 

checklist-ponto-comercial-banner

 

Investir em uma franquia não é garantia de retorno certo.

Exato!

Todo negócio é arriscado e sem um trabalho bem-feito, tem menos chance de dar certo.

Mas o que faz das franquias um ótimo investimento é poder contar com o apoio de uma equipe experiente, e ter uma marca já comprovada.

Agora resta trabalhar para garantir o retorno.

Compartilhe o artigo