Como administrar uma franquia de alimentação?

Como administrar uma franquia de alimentação?

Gerenciar uma franquia de alimentação não é um bicho de sete cabeças.

É um negócio que precisa de carinho e cuidado, mas que tem boas chances de sucesso por conta do apoio de uma marca estabelecida.

Para conseguir isso, vamos ver algumas dicas de como administrar uma franquia de alimentação.

 

Planejando o negócio

 

Antes de decidir por qual marca de franquia de alimentação deseja investir, separe um tempo para montar um planejamento.

Esse planejamento inclui todas as primeiras etapas do processo.

Entenda quais licenças ou qualquer outro documento que será necessário.

Calcule também uma estimativa dos custos do negócio e dos projetos a serem feitos.

Faça uma pesquisa de mercado para ajudar a determinar os concorrentes agem, como o seu público se comporta e o que eles esperam desse tipo de serviço.

Outro passo importante na pesquisa, mais específico às franquias alimentícias é estar sempre atento às normas de segurança e de fiscalização da vigilância sanitária.

É preciso ter em mãos a documentação necessária, e estar preparado para as visitas, que fiscalizam tanto as normas administrativas quanto operacionais, em nível municipal, estadual e federal.

Ser pego com algum problema pode ser o suficiente para causar muito prejuízo em multas ou apreensões, além de causar danos à imagem da franquia.

Por isso, é um tópico sensível e que merece muito estudo.

 

Ponto comercial para franquias de alimentação

 

Outro passo importante do gerenciamento, antes mesmo da abertura é a escolha do local.

Locais com bastante movimento e visibilidade, evidentemente, são pontos ideais para estabelecer uma franquia de alimentação.

A pesquisa de mercado ajuda aqui mais uma vez.

A menos que você conte com o apoio de uma marca, o ideal é procurar locais com pouca concorrência.

Também é preciso entender que o local precisa estar de acordo com o seu público.

 

checklist-ponto-comercial-banner

 

Fornecedores

 

O próximo passo é estabelecer uma relação positiva com os fornecedores, pois eles são fundamentais desde o primeiro momento até toda a evolução do negócio.

Na maioria das franquias você já terá os fornecedores certos para abastecer a sua loja.

Confira os detalhes de como funciona a compra e entrega dos produtos e matérias-primas, é importante entender como será a operação.

 

Equipamentos para franquia de alimentação

 

Em seguida, é preciso investir nos equipamentos necessários para o funcionamento da franquia de alimentação.

Esse também é um ponto importante a se questionar durante a negociação com a franquia.

Normalmente os custos com investimento de equipamentos já estão previstos no chamado “investimento inicial” do negócio.

Confira para não ter surpresas!

 

Banner Franquia Terra Madre Orgânicos e Saudáveis

 

A gestão financeira das franquias alimentícias

 

Todos esses gastos precisam estar previstos no seu plano de negócio.

Especialmente nos primeiros meses da operação, quando (normalmente) a unidade ainda não opera com o seu melhor desempenho.

Após o início, quando o negócio já estiver estabilizado, é preciso estar sempre atento à gestão do fluxo de caixa.

O fluxo de caixa de uma franquia é um instrumento que marca movimentação de capital, a partir da entrada e saída de dinheiro feita com um registro muito detalhado.

Ele é importante para evitar certas armadilhas.

Para cuidar do fluxo de caixa é preciso prestar atenção especialmente às despesas e sob hipótese alguma usar o dinheiro em caixa ou o lucro para pagar contas pessoais ou mesmo do negócio.

O capital de giro, que é um recurso separado para financiar a empresa, é usado para os pagamentos.

 

Franquia B.lem Bakery - Padaria Portuguesa

 

Se fazer presente e cuidar dos funcionários

 

Outra parte importante da administração de uma franquia de alimentação é estar presente.

Não adianta acreditar que o negócio vai andar sozinho.

E é importante seguir as recomendações do franqueador.

O franqueador sabe na prática quais são as melhores práticas, o que funciona e o que não funciona.

Esse conhecimento é um dos motivos de você ter comprado uma franquia!

Além disso, estar presente é necessário especialmente por conta da relação com os funcionários.

Treiná-los, motivá-los e estar disponível para que sejam ouvidos e apoiados é essencial para ter um negócio de sucesso.

Na franquia de alimentos especialmente, o contato com o cliente muitas vezes não é fácil.

A franqueadora pode providenciar treinamentos ou manuais de conduta para ser uma base para o comportamento e treinamento.

Mas cabe ao gestor avaliar a produção no dia-a-dia e estar presente para resolver problemas pontuais.

 

Compartilhe o artigo