Compra de uma franquia de repasse

Pontos a serem analisados na compra de uma franquia de repasse

Para empreendedores que desejam investir em franquias, uma das opções é optar pela compra de uma franquia de repasse.

Esta alternativa costuma oferecer algumas vantagens, como o fato de que as obras de estrutura já estão concluídas, a equipe já está treinada e a clientela já conhece o ponto de vendas.

Mas antes de decidir pela compra de uma franquia de repasse, é fundamental analisar alguns pontos.

Eles são cruciais para garantir que a unidade adquirida não só tenha bom potencial de gerar lucro, mas também que as operações gerenciais estão em ordem e sua administração não apresentará imprevistos.

Por isso, continue a leitura para saber quais fatores analisar antes de adquirir uma franquia de repasse!

 

Aspectos do negócio

 

O primeiro conjunto de fatores que você deve considerar são relacionados com as particularidades do negócio.

Eles servirão como um norte para você diagnosticar a saúde empresarial da unidade.

Veja quais são a seguir!

 

As três perguntas básicas

 

Existem três perguntas básicas que já vão lhe dizer muito sobre o negócio:

  • Porque o proprietário deseja vender?
  • Qual a durabilidade do contrato?
  • Além do valor requerido pelo proprietário, existem custos extras na aquisição, como por exemplo taxas da franqueadora?

Com base nestes aspectos, você já saberá o bastante para prever se vale a pena seguir na análise do negócio

Além de conhecer o custo real da compra da unidade.

Quer saber como garantir um bom negócio ao abrir uma franquia?

Leia este artigo sobre contratos de franquia.

Rentabilidade e custos do negócio

 

Respondeu as três perguntas básicas e concluiu que pode ser um bom investimento?

Então está na hora de analisar os custos e a rentabilidade do negócio!

Verifique:

  • Qual é o faturamento atual da loja? Ele cobre os custos fixos?
  • O faturamento dos últimos 6 meses (para entender sazonalidade);
  • A carteira de clientes ou alunos, depende do tipo de franquia;
  • Qual é a projeção de recebíveis;
  • Quando a unidade atingiu o ponto de equilíbrio;
  • Quanto capital de giro foi necessário;
  • O valor do aluguel e se haverá reajuste quando você assumir. Contate a imobiliária;
  • Contate o contador da loja, cheque os balancetes;
  • Cheque com seu advogado ou contador os prós e contras de assumir um CNPJ existente ou abrir um novo.

Este último aspecto é crucial!

Mesmo trocando o CNPJ, passivos trabalhistas e tributários podem ser atribuídos à nova empresa.

Assim, é essencial que você avalie a potencial existência destes passivos.

Caso necessário, negocie uma redução no valor do negócio.

 

Aspectos da equipe

 

Pode ser vantajoso fazer a compra de uma franquia de repasse e já ter funcionários treinados.

Contudo, analise cautelosamente o time:

  • A equipe está motivada?
  • Todos estão registrados e com as guias e impostos em dia?
  • Os funcionários estão há quanto tempo nesta unidade? Verifique o turnover;
  • Foi difícil encontrar o perfil de funcionários adequado?
  • A remuneração é atrativa a nível de mercado?
  • Quanto o franqueado tem ficado à frente do negócio?

 

Aspectos de marketing e suporte da marca

 

Por fim, é fundamental checar o apoio que a franqueadora concede à unidade.

Neste contexto, insira no seu checklist os seguintes itens:

  • Qual foi o suporte fornecido para: procura de ponto, implantação, adequação do projeto, contratação colaboradores, treinamento, sistema (software de gestão) e metodologia do curso;
  • O consultor de campo realiza visitas?
  • Quem sugere as ações a serem realizadas?
  • As artes para divulgação vêm prontas da franqueadora?
  • Quanto o proprietário tem investido em marketing, e quais são as ações?

Pronto, com este checklist você já pode investir na compra de uma franquia de repasse com muito mais segurança!

Compartilhe o artigo