Franquia McDonalds

Franquia McDonald’s

Se há uma marca que podemos considerar como sinônimo de franquia esta é o McDonald’s.

Pense no grande “M” que forma os arcos dourados, junto ao uso da cor vermelha. Estes são elementos visuais onipresentes ao redor do mundo.

Quer conhecer mais sobre a Franquia McDonald’s?

Apresentaremos, a seguir, um verdadeiro dossiê sobre a empresa norte-americana. Você entenderá como ela modelou o que entendemos hoje por fast food.

Ademais, sabemos que esta é uma marca com especial aceitação entre o público brasileiro. O que faz dela uma boa alternativa para quem busca por garantias de sucesso em empreendimentos do franchising.

É claro que para entrar no time não basta apenas ter vontade. O processo seletivo é rigoroso e outros elementos podem influenciar na liberação de uma unidade.

Neste tocante a franquia faz uma análise aprofundada de viabilidade. Para começar nosso artigo, nada melhor do que revisitar a história da lanchonete do palhaço Ronald.

 

Como se iniciou a história da Franquia McDonald’s: antes dos hambúrgueres havia dois irmãos

 

Os irmãos Dick e Maurice (Mac) McDonald entraram no ramo alimentício em 1937. Tiveram um pontapé inicial modesto inaugurando uma barraca de cachorro quente.

O Airdrome, então localizado na Califórnia, prosperou. Foram precisos três anos de trabalho para que finalmente abrissem o seu primeiro restaurante. Em 15 de maio de 1940 era inaugurado o primeiro McDonald’s na Rota 66 de San Bernardino, Califórnia.

Ainda não era a empresa tal qual conhecemos. Os atendentes usavam patins – uma tendência geral da época – e serviam os clientes nos carros que estacionavam no local.

Talvez mais surpreendente ainda é que o cardápio de 25 itens priorizasse o churrasco. A despeito disso, o hambúrguer já estava presente, e custava módicos US$0,15.

Não demorou para que os irmãos notassem o sucesso que fazia o sanduíche. Percebendo que a maior parte dos lucros vinha dos hambúrgueres, decidiram que era a hora de inovar.

Começaram por fechar a unidade no período de alguns meses enquanto desenvolviam um sistema de serviço rápido. A invenção era inspirada na montagem em série.

 

O nascimento da marca como a conhecemos

 

Em 1948, os irmãos McDonald reabrem o seu estabelecimento. O cardápio agora só oferecia uma variedade de hambúrgueres, batata frita, refrigerante e milk-shake.

Um grande marketing boca a boca passou a operar a partir de então. Inicia-se no ano de 1953 a expansão da marca, com unidades no Arizona e na Califórnia.

É a partir de então que surge a Franquia McDonald’s propriamente dita. No mesmo ano uma das unidades usa pela primeira vez os famosos arcos de ouro.

Não demoraria para que o original fosse reformado para adotar o novo estilo. Foi também em 53 que o restaurante mais velho ainda em funcionamento teve a sua inauguração.

No longínquo 1954, Ray Kroc, vendedor de máquinas de milk-shake, vê um potencial único no negócio. Algo que até mesmo rivais atuais fizeram: James McLamore, fundador do Burger King, inspirou-se no empreendimento de Dick e Mac. Outro fast food que deve muito aos irmãos é a rede de Glen Bell, o fundador da Taco Bell.

 

Mais franquias e o investimento nas ações de Marketing

 

Ray Kroc convenceu os McDonald a abrirem franquias longe do seu terreno original de influência – Califórnia/Arizona. Em 1955 foi fundada a McDonald’s Systems Inc e a marca estava comemorando sua nona unidade franqueada.

A lanchonete aberta no subúrbio de Chicago faturou já no seu primeiro dia US$366. Este é considerado como o ano em que o negócio evolui para uma companhia mais organizada.

Nos anos 60 começam os investimentos em marketing. Uma das estratégias de vendas foi direcionar os lanches da marca para família e público infantil.

Ao investir neste segundo mercado e patrocinar eventos voltados para as crianças, o próximo passo naturalmente seria criar um mascote. Ronald McDonald já estrelava os primeiros comerciais de TV da empresa à época.

Em 1961, Ray Kroc compra os direitos da lanchonete por três milhões de dólares. A partir de 67, começa a expansão fora do território dos Estados Unidos. A primeira unidade estrangeira é aberta no Canadá.

É neste ano também que encontramos a identidade visual completa que hoje caracteriza a rede. Toda a história até aqui, com suas potenciais controvérsias, foi contada no longa Fome de Poder (2016) estrelado por Michael Keaton.

Expansão mundial e novos sanduíches no cardápio

 

É claro que ainda não encerramos a história de sucesso desta marca. A partir da década de 70 o mundo ficou pequeno para a lanchonete. Filiais foram abertas em diversos pontos do globo.

Países como Reino Unido, Japão, Alemanha, França, Holanda, Austrália e Nova Zelândia receberam seus próprios exemplares da organização.

Em solo alemão a Franquia McDonald’s já demonstra a sua capacidade de adaptação. Pois estas filiais foram as primeiras a vender bebida alcoólica.

Foi no ano de 73, que as novidades surgiram também no cardápio padrão da empresa. O quarteirão com queijo chega para conquistar um espaço que ainda hoje permanece inabalado.

Dois anos mais tarde a novidade era o drive-thru, que havia se proliferado na maioria das lojas de rua. O ano de 1979 foi marcado pela estreia do McLanche Feliz. E ao adentrarmos os anos 80, produtos com frango foram introduzidos.

O sucesso inicial é garantido pela venda de nuggets. Mas e no Brasil? Quando fomos apresentados à franquia de Ronald?

A história do McDonald’s no Brasil: de Copacabana à Avenida Paulista

 

Foi durante a sua expansão internacional nos anos 70 que a marca chegou ao Brasil. Para ser mais preciso, 1979 foi o ano de inauguração. O local escolhido foi Copacabana, na cidade do Rio de Janeiro.

A esta altura já se tratava de uma empresa de grande renome. Fator que explica a opção por um lugar nobre para estrear no país.

Nos anos 80 finalmente chega a São Paulo. Também em uma localização distinta: a Avenida Paulista. Nada menos do que o metro quadrado mais caro de toda a América Latina.

Em 1985 se tornou um dos patrocinadores do Rock In Rio. A empresa chegou a vender mais de um milhão de unidades apenas no evento.

Dois anos antes o Brasil também experimentava outra relação musical com o McDonald’s. O famoso jingle criado em 1974 havia sido finalmente adaptado para o português.

Este resumo dá ideia do que há de mais importante a respeito da marca. Hoje ela possui mais de 35 mil restaurantes espalhados ao redor do mundo e sua presença chega a impressionantes 119 países.

Interessado em entrar para este time de sucesso?

 

Você acabou de conferir o resumo da história da rede de fast food mais famosa do mundo. Agora é hora de listarmos os principais detalhes para quem deseja abrir uma Franquia McDonald’s.

Para os marinheiros de primeira viagem adiantamos: o investimento na marca é bem robusto. Ou seja, é necessária uma quantidade grande de capital para se tornar franqueado.

É claro que fazer parte da sexta maior rede do país em número de unidades vai demandar muito mais coisas. Além de conhecimento em administração, a localidade escolhida será relevante.

Acontece que a empresa só atende aos pedidos que têm potencial para render lucro compatível com o padrão da rede. Uma das razões é que a empresa possui uma reputação a resguardar.

Afinal, falamos de uma marca difundida em todo o mundo. Uma companhia que além de tudo é reconhecida entre os empreendedores pelo baixo risco e alto retorno que oferece.

Entre os detalhes do estudo de viabilidade está a identificação de um público suficiente para a loja. É raro, por exemplo, que cidades com menos de 10 mil habitantes tenham o pedido de franqueamento aprovado.

Conheça mais pontos a serem analisados na compra de uma franquia através deste texto.

Como abrir uma Franquia McDonald’s na minha cidade?

 

Se você possui o capital para este investimento e deseja investir na marca, então é importante conhecer as etapas envolvidas. O primeiro passo é entrar em contato com o setor de franquias do McDonald’s.

Como acontece na maioria das franqueadoras, você poderá optar por telefone ou internet para realizar esta aproximação inicial.

Em ambos os casos será necessário agendar uma reunião com os consultores da empresa. Nesta etapa o candidato recebe orientação a respeito das obrigatoriedades que deverá cumprir.

Veja em detalhes como funciona a entrevista com o franqueador acessando nosso artigo.

Também será informado de todos os processos e direitos envolvidos. É fundamental requisitar neste momento a circular de oferta da franquia (COF).

Entenda a COF em maiores detalhes clicando aqui.

Se você já possui experiência no mercado do franchising sabe que é neste documento que estão registradas as informações pertinentes. Desde taxas a serem pagas, até obrigações e deveres informados na consultoria.

A recomendação, sobretudo em vista do alto investimento, é avaliar esta circular junto de dois profissionais: advogado e contador.

Por que eu devo procurar os serviços de advogado e contador?

 

A maioria dos empreendedores ao se tornar franqueado costuma lidar com todos os aspectos legais e administrativos sozinho. Contudo, devemos lembrar que a magnitude do negócio aqui está na casa dos milhões de reais!

Dado este fator e a lista de exigências que precisam ser observadas, é importante um acompanhamento mais especializado.

Mesmo porque eles vão ajudar no correto preenchimento dos documentos de solicitação. Além, é claro, de esclarecerem todas as dúvidas que surgirem durante o processo.

Esta ajuda é útil para qualquer empreendedor, ainda que ele possua bom conhecimento e experiência no assunto. Inclusive, a assessoria da dupla é algo que deve se estender para além da abertura do negócio.

É recomendável que em toda a sua experiência como franqueado da gigante do fast food você tenha assistência. Até mesmo para conseguir dedicar-se melhor à gestão operacional da unidade. Você conferiu todas as informações que mencionamos e está seguro de que deseja abrir uma Franquia McDonald’s?

Então é a partir daqui que os documentos de solicitação de abertura serão liberados. Preencha-os corretamente e com ajuda dos profissionais jurídico e contábil.

O contrato é uma das suas dúvidas a respeito do Franchising? Oferecemos um guia para você fazer um bom negócio. Acesse aqui o material.

 

Avançando na jornada para ser um franqueado: o estudo de região

 

Os papéis foram preenchidos e entregues para a franqueadora? Então você entrará no processo que já havíamos citado: o estudo de região. Ele é verdadeiramente minucioso e será determinante na liberação da sua franquia.

Dentre os fatores avaliados está o número de habitantes do local. Tanto os residentes, quanto os que circulam pelo endereço todos os dias.

Trata-se de uma etapa comum nos estudos de região, por ser algo que influenciará na previsão de lucratividade. Outro item de grande relevância aqui será a visibilidade que a loja terá na localidade.

Também é importante uma avaliação positiva aqui. O que pode ser difícil se a cidade já possuir muitas unidades da empresa.

A resposta com o resultado de todo este processo é divulgada no prazo de um a dois meses. Se você conseguiu a aprovação para continuar a sua afiliação, então, partiremos enfim para os investimentos.

A taxa de adesão é o primeiro item a se desembolsar. A seguir, tratamos deste e outros valores que devem ser observados.

Taxa de adesão e outros valores de investimento

 

Para adquirir uma Franquia McDonald’s é preciso uma quantidade grande de capital. Algo natural, já que falamos de uma marca conceituada internacionalmente. Para começar será desembolsado em média 1 milhão de reais.

Não esqueça também de que há taxas adicionais a serem pagas. Estes são valores mensais que o franqueado precisa observar. Colocando em detalhes temos:

• Valor do investimento total: entre 1,6 milhão de reais e 2,6 milhões de reais;
• Taxa de franquia: entre R$ 75 mil e R$ 85 mil;
• Taxa de publicidade: 4,3% do faturamento líquido;
• Royalties: 5% sobre o faturamento líquido mensal;
• Faturamento médio mensal: cerca de 560 mil reais;
• Prazo de retorno: a partir de 60 meses;
• Área mínima: 1200 m²;
• Estoque inicial: 180 mil reais;
• Quantidade de funcionários: entre 2 e 51 a depender do modelo de negócio escolhido.

Fica evidente que este não é um empreendimento barato, o que reitera a necessidade de um bom contador ao seu lado. Faça um estudo detalhado das suas finanças e planeje-se bem. A franquia só vale a pena se você puder arcar com os custos de trabalhar com uma marca deste porte.

Para informações a respeito das melhores franquias de alimentação leia este artigo.

Quais os modelos de franquias disponíveis?

 

Agora você já sabe quais os valores necessários para iniciar e manter uma unidade do McDonald’s. Falta conhecer os modelos de franquias que a marca disponibiliza. Aqui há uma boa variedade de negócios que podem ser escolhidos.

Podemos citar os restaurantes drive-thru, as lojas tradicionais e os quiosques. Este último modelo pode se localizar em shoppings ou dentro da própria unidade franqueada.

Devemos ressaltar que este último tipo de franquia tem a empresa como uma das maiores líderes do mercado brasileiro. No mais, para cada tipo de loja a marca estabelece orientações específicas.

Todas elas podem ser encontradas no Manual da Franquia. Reiteramos, que no que diz respeito à escolha de ponto, os padrões da empresa devem ser respeitados.

Cada alternativa tem como principal função atender de modo satisfatório ao público consumidor de uma determinada região.

Quer saber mais sobre o dilema do ponto comercial? Preparamos um texto especial sobre o assunto. Basta clicar aqui para acessar o conteúdo.

Uma dúvida natural que muitos candidatos à franqueado possuem também é: qual o suporte oferecido pela franqueadora?

Uma pergunta natural em qualquer ramo e independente de marcas. A seguir, explicamos alguns dos setores nos quais a organização irá te ajudar.

Os treinamentos são parte importante no suporte desta franqueadora

 

Em alguns empreendimentos este pode ser um aspecto opcional. Não é o caso aqui. Todo franqueado deve obrigatoriamente passar por esse procedimento.

Muita atenção, no entanto: a empresa estipula um prazo para que o treino seja feito. Portanto, os candidatos a donos de unidade devem estar disponíveis para a preparação oferecida. Indubitavelmente temos aqui um detalhe que colabora para manter um padrão de qualidade.

Nos treinamentos oferecidos pela Franquia McDonald’s o gestor conhecerá todas as situações reais que afetam o negócio. Tão importante quanto estar a par da realidade da lanchonete é inteirar-se dos setores e atividades realizadas internamente.

Assim você irá aprender como funciona a loja, desde a cozinha, até a contabilidade. A capacitação é pré-requisito para que a franqueadora libere a continuidade das atividades que levam à inauguração do local.

Ainda com relação aos treinamentos, eles também se direcionam aos funcionários. Cada função possui um treinamento para tornar o colaborador mais qualificado e informado do que deverá fazer.

A multinacional disponibiliza equipe própria que trata do assunto. Serão eles os responsáveis por ensinar a forma correta de preparar e conservar alimentos, realizar o atendimento do cliente e muito mais.

Antes da inauguração, adapte o local aos padrões exigidos pela franqueadora

 

Mesmo passando por todas as etapas que já apresentamos a loja ainda não estará pronta para abrir as portas. Isso porque o espaço das lojas precisa estar alinhado ao padrão que estabelece o McDonald’s.

Em tal questão a dica é simples: faça quaisquer adaptações necessárias para apresentar a estrutura física ideal da loja.

Foque em uma boa ordenação e lembre-se que cozinha e salão para atendimento têm regras particulares de adequação. Também devemos contar com todo equipamento a ser utilizado no preparo dos pedidos.

Estes detalhes vão ser vistoriados pela franqueadora. Em vista disso, siga as orientações de forma estrita para ter liberada a sua operacionalização.

Inclusive, manter o padrão exigido pela empresa é considerado um dos grandes desafios a serem enfrentados pelos franqueados. Qualidade, serviço e limpeza não podem destoar do nível exigido pela rede.

A própria autoridade da organização no mercado de fast food é o que torna estes detalhes uma exigência maior. Ou seja, para manter a reputação os padrões têm de ser elevados.

Conheça o perfil de franqueado do McDonald’s

 

Com tudo isso dito, você ainda deve se fazer uma pergunta fundamental: você tem o perfil ideal? Muito antes de chegar às vias de fato procurando a casa do palhaço Ronald, é necessário responder esta questão.

O ponto de partida, é claro, é a identificação com o ramo alimentício. A experiência comercial e os conhecimentos administrativos são igualmente importantes.

Na Franquia McDonald’s as suas referências também serão analisadas durante o processo de seleção. Veja o texto especial que fizemos sobre o perfil dos franqueados do setor de alimentação clicando aqui.

É comum, entre as etapas que compõem a triagem, que o candidato seja convidado para três dias em uma unidade. A ideia é apresentar, na prática, o que ele irá encarar à frente do negócio.

Ou seja, o candidato é exposto às atividades cotidianas de uma loja. Situação onde ele conhece diversas tarefas, assim como a dinâmica do trabalho em equipe.

Já o treinamento – que você encontra descrito dois tópicos atrás – dura aproximadamente 9 meses. O que mais a empresa pode te proporcionar? Confira no item seguinte.

Quais são as vantagens e desafios da marca?

 

Se há uma empresa consolidada no mercado de alimentação e fast food é o McDonald’s. Parte do respeito que ela tem onde quer que se encontre surge da qualidade, limpeza e natureza do serviço oferecido.

Nada disso significa que os desafios inexistem. Manter o padrão de qualidade, que já mencionamos anteriormente, é tarefa árdua.

Apesar disso os franqueados têm um alto grau de satisfação. É por isso que todo reconhecimento que a empresa recebe é merecido. Vale citar também o selo de excelência que a Associação Brasileira de Franchising concedeu à marca.

Não conhece o selo? A gente explica tudo direitinho neste artigo.

O prêmio foi recebido no total de 21 vezes pela companhia norte-americana. Com relação à aceitação do público, é algo que dispensa comentários. Ainda hoje muita gente tem os arcos dourados como sinônimo de qualidade e espaço para levar à família.

Possui capital, interesse e quer abrir uma franquia McDonald’s?

 

Neste artigo você relembrou a longa história de sucesso da marca que começou nos anos 40. Dos Estados Unidos, a criação dos irmãos McDonald conquistou rapidamente o mundo.

Atualmente para se tornar franqueado é preciso investir em valores bastante elevados. Não obstante, com planejamento e cuidado é possível arcar com tudo isto sem maiores problemas.

Se este é o seu objetivo, aproveite os valores e informações que listamos para você entrar também no time. Usufrua da experiência de sucesso deste empreendimento como salvaguarda para o seu próprio sucesso à frente de uma unidade. Dito de outra forma, tenha a segurança de que os lucros da empreitada serão sólidos e garantidos.

Abrir uma Franquia McDonald’s pode ser o início de uma história de sucesso para você. Por fim, um jeito de conhecer mais sobre o empreendimento antes de entrar para o time é conversar com franqueados.

Tanto insights, quanto informações relevantes podem ser descobertos desta forma. Pronto para fazer parte desta história de sucesso? Se a resposta for positiva, aproveite do nosso guia tanto quanto puder!

Quer maiores informações sobre o mercado de franquias? Basta acessar outros artigos de nosso blog e conferir o que preparamos especialmente para você!

Compartilhe o artigo