Contrato de franquia de alimentação

Contrato de franquia de alimentação

As franquias do ramo alimentício somam mais de 30% do número de lojas franqueadas no Brasil.

Seu objetivo é oferecer alimentos de alta qualidade para o público, de maneira que atraia a maior quantidade de clientes.

Neste artigo, você vai aprender como funciona a realização do contrato de franquia de alimentação, bem como o que é necessário para iniciar as vendas sendo um franqueado.

 

Veja também: Franquia de Alimentação: Tudo que você precisa saber para fazer um bom negócio

 

As franquias alimentícias estão localizadas em locais em que há um grande número de pessoas que circulam diariamente.

Entre eles, temos os espaços de alimentação de shoppings, por exemplo.

Logo, em ambiente que há trabalhos com alimentos perecíveis, é necessário prestar muita atenção na preservação de sua higiene.

Isso vai evitar prejuízos em sua loja, bem como impedirá que ela tenha uma imagem negativa diante do público.

 

Como funciona a Circular Oferta de Franquia?

 

Para você se tornar um franqueado, será preciso um contrato chamado de Circular de Oferta de Franquia (COF).

Ela é um documento que possui dados sobre o negócio contratado, sendo necessária a assinatura no seu termo de recebimento.

Entre as informações contidas nele, temos o valor investido, as taxas a serem pagas e outros dados relacionados.

Dessa forma, ele especifica as características da franquia que você irá adquirir.

Assim, é necessário que o contratante leia todas as informações contidas na COF.

 

Diferenças entre Pré Contrato e Contrato de Franquia

 

Antes de ser assinado o contrato definitivo, algumas franquias disponibilizam para o franqueado o Pré-Contrato de Franquia.

Ele normaliza perante os órgãos judiciais, que você concorda com os requisitos definidos na COF.

Normalmente, é pago um valor para liberar todo o suporte que você terá para seguir com a abertura de sua franquia.

Somente depois de dez dias do recebimento da COF, você deverá seguir com o pagamento de taxas e assinaturas relacionadas com a compra da loja.

 

O que a Lei de Franquias determina?

 

Esta lei rege todos os processos de negociação de franquias em nosso país.

Ela envolve, entre outros aspectos, o tipo de suporte dado pelo franqueador para os que compram o uso daquela marca.

Também facilita seu acesso aos contatos de quem já realizou o contrato de franquia de alimentação com a mesma empresa.

Isso lhe ajuda a pesquisar se realmente vale a pena aderir ao empreendimento.

 

Tipos de áreas reservadas

 

A Lei de Franquias permite que o contrato diga a área local que está sendo franqueada.

Ela poderá ser livre, exclusiva ou preferencial.

A localidade livre ocorre quando outros franqueados podem ser colocados na mesma região que você possui o seu ponto de vendas.

Porém, a área exclusiva acontece nos casos em que você é o único franqueado daquela localidade ou praça de alimentação.

Já nos casos de áreas preferenciais, você poderá ter mais de uma franquia em sua região.

 

Outras informações garantidas

 

Esta lei que regula as franquias oferece dados financeiros no contrato, que comprovem a regularidade daquele conjunto de franquias.

Além disso, possibilita que você conheça os fornecedores de seu comércio.

Esses contratos normalmente têm a validade de cinco anos, podendo ser renovado após esse período.

Isso irá depender do crescimento e sucesso profissional depois de ter realizado o contrato de sua franquia de alimentação.

Compartilhe o artigo