franquia-de-contabilidade

Como funciona uma franquia de contabilidade? Veja mais aqui!

É possível investir numa franquia de contabilidade no Brasil? Também conhecida como franchising, a estratégia de associar-se a uma marca reconhecida pelo público-alvo, com modelo definido e reputação positiva no mercado, vem gerando oportunidades no setor contábil.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising, entre 2017 e 2018, as franquias, em geral, tiveram um crescimento de 7,1%. O mesmo estudo aponta que o segmento no qual a contabilidade está inserida foi o terceiro que mais cresceu em termos de faturamento (8,17%).

O que justifica o bom desempenho apresentado por esses números? Podemos destacar a facilidade que a prática oferece para quem está iniciando um negócio na área. Além disso, uma franquia de sucesso tende a oferecer menos riscos ao investimento em função da experiência prévia no mercado.

Ficou curioso para saber mais a respeito do assunto? Então, vamos ajudá-lo agora mesmo por meio deste conteúdo. Nele, explicamos em que consiste uma franquia de contabilidade, quais são as vantagens, os serviços normalmente oferecidos e como o sistema funciona. Vamos começar?

 

O que é uma franquia de contabilidade?

Uma franquia de contabilidade é um modelo de negócio previamente desenvolvido, desde os processos internos até aspectos mais amplos, como infraestrutura e plano de marketing. É como adquirir o direito de explorar uma marca já consolidada no mercado, cujo potencial de retorno financeiro é grande.

Para que a parceria se concretize, o franqueador estabelece uma taxa de aquisição da franquia a ser paga após a assinatura do contrato e, também, diversos requisitos para aprovação da proposta. Até por isso, é recomendado que se tenha, no mínimo, o triplo do valor a ser investido para evitar apuros no início.

Exemplo: a franquia XYZ exige um investimento de X reais e uma área mínima de N metros em localização privilegiada da cidade. Com o contrato em vigência, o franqueado recebe, por mês, um percentual Y de royalties sobre a unidade franqueada.

O que acontece depois que a franquia é adquirida? Dentro de um cenário comum, o franqueado recebe as orientações necessárias e os treinamentos de capacitação para gerenciamento do negócio. Para atender aos padrões de qualidade do serviço da marca, a equipe de funcionários passa pelo mesmo processo.

 

O conceito de franchising aplicado à contabilidade

Evidentemente, o cenário que colocamos acima é mais voltado à didática e não se aplica a todos os segmentos. Em plena era digital, um modelo de franquia de contabilidade pode ter um formato bem diferente e até mais vantajoso para o franqueado.

Por exemplo, em vez de propor a administração por completo do escritório contábil, há modelos de franquia que “desafogam” o franqueado, incumbindo-o apenas de estabelecer a relação com o cliente, seja na etapa de captação, seja na parte de retenção.

Ou seja, toda a parte operacional fica a cargo dos profissionais que já trabalham para a matriz e não têm vínculo trabalhista com o franqueado. Como não há necessidade de infraestrutura e nem de pessoal, o investimento consiste apenas na taxa de franquia.

Porém, os requisitos não se resumem ao financeiro. Na área de contabilidade, os franqueadores exigem que o empreendedor tenha cadastro no Conselho Regional de Contabilidade; conhecimento em gestão empresarial; e cadastro como Pessoa Jurídica no setor.

 

Por que investir em uma franquia na área?

A grande vantagem que o investimento em uma franquia de contabilidade tem a oferecer é a facilidade para entrar no mercado sem todos os desafios envolvidos na consolidação de um escritório contábil, como:

  • estabelecimento de estratégias de marketing;
  • desenvolvimento de um método de trabalho eficiente;
  • aquisição de clientes;
  • capacitação dos colaboradores.

Isso acontece porque o franqueador já fornece a sua fórmula de sucesso, bastando ao franqueado (no caso, quem investe na franquia) compreender o modelo de trabalho a ponto de colocá-lo em prática.

 

Requisitos básicos para iniciar um escritório de contabilidade

Para que você tenha ideia de quanto a vida do empreendedor é facilitada nesse sentido, vejamos, em mais detalhes, algumas etapas para a abertura de um escritório contábil. Como de praxe, o início de um projeto é o planejamento.

A montagem de um plano de negócios é um requisito para entrar no mercado. Para isso, é necessário elaborar um documento que descreva os objetivos do escritório e, então, elencar os caminhos a serem trilhados para alcançá-los. Em palavras, é necessário se aprofundar nos estudos.

Outro ponto bastante complexo é o que diz respeito à observância das Normas Brasileiras de Contabilidade, bem como das normas profissionais e técnicas. Resumindo: mais assuntos a serem rigorosamente estudados pelo empreendedor antes de entrar em ação.

Não é exagero algum afirmar que isso é só o começo. Afinal, é fundamental que se entenda o funcionamento de um escritório contábil, as demandas do mercado na região, a formação de uma equipe adequada, a aquisição de recursos tecnológicos, entre outras questões que não podem ser negligenciadas.

 

Facilidades em ser um franqueado

Investir numa franquia de contabilidade, por outro lado, não deixa de ser uma saída para evitar grande parte do difícil caminho apresentado acima. Todo o trabalho que envolve montar um escritório já foi resolvido pelo empreendedor que criou a franquia e teve sucesso.

Logo, a franquia acelera o processo de abertura do negócio numa escala considerável e, ao mesmo tempo, oferece um plano bem elaborado para que o escritório inicie as atividades de maneira organizada, assegurando que o retorno sobre o investimento não demore a aparecer.

 

Quais são os serviços oferecidos?

As franquias de contabilidade costumam oferecer os serviços de maior demanda no mercado nacional. Todavia, é importante que o empreendedor conheça as necessidades das empresas na região para assegurar que os serviços da franquia, de fato, preencham um espaço relevante.

Entre os serviços mais comuns, destacam-se:

  • planejamento tributário e fiscal;
  • folha de pagamento;
  • declaração de Imposto de Renda;
  • consultoria e assessoria contábil;
  • emissão de livros e balancetes.

Mesmo diante dos aspectos atrativos das franquias, muitos empreendedores convivem com dúvidas entre abrir o próprio escritório contábil ou optar por uma franquia de contabilidade. Contudo, esperamos que a nossa abordagem tenha o ajudado a entender o quão vantajosa é a estratégia.

No mais, se você gostou do conteúdo e não quer perder as próximas publicações, assine agora a nossa newsletter para receber as novidades em seu e-mail!

Compartilhe o artigo

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on facebook
Share on email
Share on twitter