Menu
Como diferenciar uma tendência de mercado de um modismo?

Como diferenciar uma tendência de mercado de um modismo?

O mercado não é uma entidade estática e, portanto, está sempre em movimento.

Especialmente em nosso tempo, marcado pelos avanços tecnológicos.

São novidades que têm o poder de mudar o comportamento dos indivíduos, gerando respostas pontuais nas organizações.

Diante disso, é importante saber como diferenciar uma tendência de mercado de um modismo.

 

Veja também: Como fazer bons negócios

 

Em geral, os modismos tendem a gerar lucros em curtos espaços de tempo.

Contudo, eles não oferecem efeitos tão profundos como aqueles observados em uma tendência.

Em cada um dos contextos, o empreendedor precisa de uma boa dose de cuidado.

No primeiro caso, porque investir em negócios da moda sem uma colocação estratégica no mercado é sempre um risco.

Empreendimentos sustentáveis não podem ter prazo de validade.

Já pelo outro lado, os problemas surgem quando a tendência não é identificada, e a empresa não se adapta à nova realidade.

 

Afinal, como diferenciar uma tendência de mercado de um modismo?

 

Vamos começar por entender o modismo.

Suas principais características são a imprevisibilidade – o seu surgimento é sempre inesperado – e a curta duração.

Quer um bom exemplo?

Os bastões de selfie.

Geralmente é a busca por lucrar com a moda que gera a saturação do mercado.

Podemos dizer assim que em certa medida é a popularidade do modismo que o condena.

Ele pode estar inserido em tendências maiores – uma das razões para que seja confundido com estas.

Ainda assim, o modismo tende a ser superficial.

Por conta disso, ele é absorvido por uma empresa sem causar grandes impactos.

O último fato que importa dizer é que estas modas não servem para sustentar os negócios em longo prazo.

Assim sendo, a cautela deve ser redobrada.

 

Como funciona a tendência?

 

Aqui reside a maior dificuldade para a maioria dos gestores.

Para saber como diferenciar uma tendência de mercado de um modismo é importante deixar claro:

Nem toda novidade é tendência

Esta deve ter impacto cultural.

O que com frequência representa uma guinada no mercado, com repercussões profundas.

Em lugar de simplesmente absorvê-las, as empresas costumam ter de mudar suas estruturas e atividades operacionais.

Tudo isto para que não se tornem obsoletas.

Ainda que surja com caráter disruptivo, ela apresenta um caminho duradouro, definindo como negócios e sociedade se organizarão no futuro.

Com o tempo podem surgir até mesmo as megatendências, que moldam por inteiro as relações sociais e de comércio.

Os smartphones são grande exemplo disso.

Tais eventos são como um terremoto para as empresas.

Sacodem as suas estruturas e tornam necessária a antecipação para evitar prejuízos.

A boa notícia é que tendências são de fato algo previsível.

 

Como identificar cada um dos eventos?

 

Para começar, os modismos além de surgirem de modo repentino, alastram-se rapidamente.

Da noite para o dia um produto ou serviço passou a ser muito comentado?

É bem provável que seja uma moda passageira dando as caras.

As tendências, por outro lado, emergem entre certos grupos e perduram por um tempo até iniciarem expansão.

Até que se difundam e estabilizem, elas podem levar décadas, transformando e sendo transformadas, pelo macroambiente.

Muito mais do que produtos ou serviços, as tendências estão ancoradas em comportamentos e ideias.

Daí advém a sua capacidade transformadora e sua maior diferença com relação aos modismos também.

As tendências podem ser identificadas enquanto ainda são incipientes, ou a partir do momento em que se torna clara sua expansão.

É nesta etapa que elas são transportadas de modo efetivo para o universo de consumo.

 

Duas pontas do fluxo natural de mercado

 

Sabendo como diferenciar uma tendência de mercado de um modismo você poderá resguardar-se de alguns erros comuns.

Seja por investir demais em algo passageiro, ou por deixar passar transformações profundas e duradouras sem adaptar-se a tempo.

Independentemente disso, cada um destes fenômenos ocupa o seu papel no fluxo de mercado.

Eles estão ligados tanto à renovação, quanto à sobrevivência de empreendimentos em curto e longo prazo.

Desta forma, gestores conscientes saberão como utilizar cada movimento ao seu favor.

Compartilhe o artigo

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on facebook
Share on email
Share on twitter