Negociação do Ponto Comercial

A importância de fazer uma boa negociação do Ponto Comercial

Se você chegou até aqui, imagino que esteja em busca de um ponto comercial, e caso ainda não tenha visto, já deixo o link de outro artigo que também será muito útil para você: Como escolher o ponto comercial ideal para sua franquia.

Agora vamos entender os motivos de não olhar apenas os valores durante uma Negociação do Ponto Comercial e aprender como negociar de maneira efetiva.

 

Franquias precisam de bons locais para terem sucesso

 

EXCLUSIVO

Aprenda com Especialistas em Franquias

Faça como as mais de  19.418 pessoas que se beneficiaram com nossos conteúdos

Quem opta pela compra de uma franquia precisa ficar atento a inúmeros detalhes para que tudo saia da forma mais orgânica possível – e traga crescimento para a empresa.

E, dentre as principais características, está a escolha do ponto comercial.

Contudo, o que muitos franqueados deixam de lado quando o assunto é a estrutura física do empreendimento se refere a negociação do ponto comercial.

Não basta apenas achar as melhores condições.

É necessário que o franqueado coloque todos os pontos no contrato, buscando características que tragam vantagens competitivas no seu segmento de atuação.

Neste artigo vamos explorar a importância de fazer uma boa negociação do ponto comercial.

Confira.

 

Possibilidade de expansão

 

Começamos falando de um fator preponderante para quem busca crescer com a franquia:

Escolher um ponto comercial que atende suas necessidades, mas, sobretudo, que você possa fazer alterações e expansão na sua estrutura.

Muitos donos de imóveis relutam quando o assunto é algum tipo de obra.

E é aí que entra a expertise do franqueado no momento de negociar.

Permita, primeiramente, ao dono do imóvel, conhecer mais sobre a sua área de atuação e a capacidade de expansão, modernização e ajustes possíveis a serem executados na estrutura do prédio.

Mostre que estas diferenças estruturais sairão do seu bolso e, assim, evita que o locador crie ‘minhocas na cabeça’ ao pensar que precisará despender com alguma quantia.

 

Lute pelo espaço que deseja

 

Outro ponto primordial de uma boa negociação para um ponto comercial de franquias é estar determinado a investir no local que escolheu.

Seja pelo tamanho, localização ou capacidade de expansão.

Desta forma, você precisará ter cartas na manga para que seja possível fazer a locação e/ou compra do ponto comercial.

 

Mas, efetivamente, como fazer isso?

 

É trabalhoso, mas o resultado é contundente: apresente as melhores condições que encontrar.

Como por exemplo o metro quadrado mais barato que achou na região.

Mostre ao dono do imóvel que é possível baixar os valores sem chegar ao menor preço – mesmo que você nunca tenha tido interesse em outro ponto comercial.

Também demonstre que sua franquia valoriza o imóvel.

Dado o tempo de contrato que você negociar com o locador, é possível apontar outras empresas da sua área de atuação.

Se seu empreendimento sair ao final do tempo estipulado na contratação, irão ter o ponto comercial como referência

Principalmente porque você fez um ‘marketing’ gratuito ao dono do imóvel.

 

checklist-ponto-comercial-banner

 

O fator economia

 

Muitos devem se perguntar: a economia através de uma boa negociação não deveria ser o fator mais importante a ser elencado no começo de artigo?

De certa maneira, sim.

Mas, como especialistas do mercado e negociadores do mais alto escalão apontam, é preciso não pensar em quanto será economizado como decisão fundamental.

E sim uma consequência de uma negociação efetiva.

Isto porque o ‘barato sai caro’ ocorre em muitos pontos comerciais que tem um preço atrativo.

Contudo, problemas estruturais como fiação e abastecimento de água, por exemplo, podem ser mais onerosos que pagar um aluguel mais alto ou adquirir um ponto com maior custo.

Reiterando, a boa negociação vem através do melhor contrato, e não da maior economia.

Por outro lado, não abdique de conseguir as melhores condições: negocie, mostre que é possível ampliar o espaço físico e valorizar o imóvel.

Tenha um trato comercial muito mais aguçado, permitindo que os gastos fixos – e o aluguel é um deles – sejam diminuídos da sua projeção inicial.

Pesquisa de mercado e consulta a imobiliárias (todas, sem exceção), permitem que você una o melhor espaço com um preço que cabe no seu bolso.

 

Boa negociação = evitar dor de cabeça

 

O quarto item da nossa lista é fazer um bom negócio evitando futuros contratempos.

Neste ponto falamos especificamente das cláusulas contratuais: coloque na mesa, de forma íntegra e sincera, os seus pontos e ouça o que o dono do imóvel tem a falar sobre o que ele deseja.

Chegar a um acordo comum, mas que não mine sua franquia, é fator de sucesso de 10 entre 10 franqueados.

Pegamos um exemplo prático: há uma cláusula que permite que o dono do imóvel peça sua saída com antecedência de 30 dias.

Aqui, você precisa definir um prazo de ao menos 120 dias – referenciado pela média que uma empresa brasileira demora para fazer a mudança de ponto comercial – para que nada saia fora do controle.

Também estipule qual será o dever de cada um.

A dica matadora é ter uma assessoria jurídica para auxiliar na confecção de contratos, onde os especialistas no ramo imobiliário apresentarão as melhores oportunidades para a sua franquia.

Com isto, as dores de cabeça serão menores e o resultado, o melhor.

 

Possibilidade da compra do ponto

 

Por fim, quando falamos da locação de um ponto comercial, é importante frisar que uma boa negociação pode fazer com que o imóvel seja seu.

Desta forma, no momento do contrato, busque estabelecer um valor de compra ou arrendamento do local, que seja benéfica para ambas as partes.

E que viabiliza a possibilidade de sua franquia arcar com os custos do imóvel.

Aqui é onde muitos franqueados erram e desprezam.

Quando não há este tipo de cláusula e o negócio se firmou como referência, após anos de atuação e bons serviços, o dono do local pode crescer os olhos e fazer a venda para terceiros.

Isso complica os processos produtivos já consolidados da sua franquia e dando mais ‘poder’ a concorrência.

Desta forma, saber negociar bem é ter a possibilidade de compra do imóvel.

É primordial que os valores estejam dentro da realidade do mercado, e o metro quadrado do ponto comercial não seja abusivo em relação aos outros imóveis que podem ser locados.

Com tempo e determinação, você não terá apenas uma franquia de sucesso, mas um imóvel para chamar de seu.

 

Dica extra: procure ajuda especializada

 

Caso tenha dúvidas sobre como proceder em relação a uma boa negociação do ponto comercial, busque ajuda com quem é especialista no assunto, trazendo os melhores resultados.

A Franquiaz, referência no mercado de franquias, traz inúmeros artigos e profissionais especializados para contribuírem no crescimento do seu negócio – da negociação até a escalada rumo ao sucesso.

 

Dúvidas Sobre Franquias? Pergunte a Malu

Compartilhe o artigo