2019 é um bom ano para abrir uma franquia?

2019 é um bom ano para abrir uma franquia?

2019 já chegou e um novo ciclo se inicia.

Para muitos este é o momento ideal para alimentar o sonho de um negócio próprio.

 

Será que 2019 é um bom ano para abrir uma franquia?

 

Analisando dados e tendências podemos chegar a uma conclusão a esse respeito.

Contudo, lembremos antes de começar que este não é um processo rápido.

Entre a negociação preliminar com a franqueadora até o momento de inauguração da unidade passam-se entre 4 e 5 meses.

Por conta disso, agora é o momento privilegiado para coletar informações.

Assim como para maturar a ideia de ser franqueado e conhecer a rede que mais se adequa ao seu perfil.

Certamente há negócios para todos os gostos no mercado brasileiro.

Do tradicional ramo da alimentação, até saúde, entretenimento e franquias automotivas.

Além de apresentar alguns rumos e tendências trataremos ainda das perspectivas para o mercado no próximo ano.

Continue a leitura e descubra se vale a pena abrir uma unidade franqueada em 2019.

 

2019 é um bom ano para abrir uma franquia?

 

Se você planeja entrar neste mercado já deve saber que o franchising nacional mantêm um bom ritmo de crescimento.

Em parte, graças à variedade de modelos de negócios disponíveis para os empreendedores.

Mesmo quem tem pouca experiência ou pouco capital para investir encontra algo que caiba nas suas possibilidades.

Neste quesito as microfranquias vêm ganhando espaço cada vez maior no mercado.

O franqueado tem opção de trabalhar em quiosques e no sistema home-based, ou seja, em casa.

É um detalhe que garante custos reduzidos para instalar e operar as unidades.

Para a ABF estes são os negócios cujo investimento inicial chega no máximo aos 90 mil reais.

Neste valor está incluso aquilo que será utilizado para instalação, a taxa de franquia e o capital de giro.

Você pode estar se perguntando quanto ao mercado de forma mais ampla.

Se tomarmos a economia brasileira como um todo, os últimos anos foram de temor para investidores.

O mesmo não aconteceu com o franchising, que sustentou o seu crescimento mesmo diante da crise.

 

Perspectivas para o ano que chega: o que dizem os números?

 

Ainda em dúvida se 2019 é um bom ano para abrir uma franquia?

Então podemos apresentar alguns números da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

As previsões de faturamento total de 2018 em comparação com o último ano apontam que haverá 10% de aumento nos lucros.

Com relação ao número de unidades, o avanço é de 3%, com igual crescimento em número de empregos no setor.

Entre os ganhos já mensurados, temos que no primeiro trimestre o setor movimentou 38,7 bilhões de reais.

Comparado ao mesmo período de 2017, trata-se de um crescimento de 5,1%.

Mesmo diante de toda instabilidade pela qual passou a economia brasileira, o mercado de franchising manteve-se como alternativa viável.

Atualmente a ABF informa que 45% dos municípios brasileiros possuem alguma franquia.

Há, portanto, um grande terreno a ser explorado.

Neste contexto podemos identificar franquias e setores que têm potencial para ditar tendências no próximo ano.

A seguir apresentamos algumas percepções de mercado alimentadas pela ABF Franchising Expo 2018.

Nesta, que é a maior feira do setor já puderam ser identificados alguns indícios do que esperar para 2019.

 

Setores que estarão em alta: o que esperar para a alimentação

 

Para quem planeja entrar no setor alimentício 2019 é um bom ano para abrir uma franquia.

Assim como foram os anos anteriores, já que este é um dos segmentos mais bem-sucedidos do franchising brasileiro.

Uma das razões para o sucesso são tendências como os quiosques.

Além de facilitarem a gestão, estes negócios demandam um investimento de capital menor, o que aumenta o leque de contemplados.

Tudo isso ancorado por um bom retorno financeiro, que é ainda mais rápido do que nas lojas.

Algumas redes também enxergam o quiosque como oportunidade de aprendizado e crescimento para o franqueado.

De uma forma ou de outra, esta tendência é uma porta de entrada para os novatos do franchising.

Também estarão em evidência no próximo ano as franquias voltadas para a alimentação saudável e orgânica.

Esta demanda está ligada à busca crescente por estilos de vida mais benéficos à saúde.

De um movimento que partia de um grupo de consumidores, a prática já traduz anseios de toda a população.

É por conta disso que, já em 2016, estes negócios movimentavam 93,6 bilhões de reais.

Na última década o crescimento anual foi de 12,3%.

Portanto, fique atento!

 

Tendências em educação, tecnologia e inovação

 

Uma área ainda incipiente e que promete avançar em 2019 é a de educação e tecnologia.

As propostas de ensino modernas visam sanar alguns problemas do cenário educacional brasileiro.

Com isto miram em um público amplo, que vai de jovens a idosos.

As próprias instituições de ensino tradicionais têm incluído estes serviços em sua metodologia.

Na medida em que conceitos como experiências virtuais e inteligência artificial tornarem-se mais difundidos espera-se crescimento exponencial do setor.

Ou seja, para os anos futuros um grande boom é previsto.

De modo geral, a tecnologia vem se mostrando presente na maior parte dos serviços inovadores do mercado atual.

O que não significa que ideias originais não possam surgir sem aporte tecnológico direto.

O fato é que a recuperação econômica em curso dá mais espaço para empreendimentos diferenciados.

Um exemplo que se alinha ao atual momento da economia são as franquias de crédito.

Este é um dos setores que já têm perspectivas de crescimento no próximo ano.

De acordo com o Banco Central, o PIB de 2019 pode crescer 3% em comparação com 2018.

Um cenário em que aumenta a procura por empréstimos.

 

Ano novo, sucesso continuado

 

Pesando o que dissemos até aqui não é difícil constatar que 2019 é um bom ano para abrir uma franquia.

Este é, afinal, um mercado que se mantém lucrativo e em expansão.

Além disto, há inúmeras oportunidades de negócio com lugar cativo no ano que se inicia.

Se nada disso bastasse, temos ainda a grande variedade de modelos de negócio disponíveis.

Fator que abre as portas do franchising para empreendedores novatos ou com menor capital.

Esta é uma das razões para o mercado de franquias nacional apresentar sucesso continuado, mesmo diante da crise.

Em um cenário como o descrito então, onde contamos com recuperação econômica, considerar uma franquia é bem razoável.

Compartilhe o artigo